Politica

Boa Vista: Presidente da República diz que problemas nas localidades se repetem com enfoque na saúde

O Presidente da Republica considerou hoje que os problemas nas localidades visitadas são as recorrentes, com enfoque para a questão da saúde, que deve ser “repensada em toda a ilha de Boa Vista”.

Jorge Carlos Fonseca fez esta observação no final do segundo dia de visita à ilha de Boa Vista, em que esteve nas localidades de Povoação Velha e Rabil.

Para o chefe de Estado, os problemas que as pessoas apresentaram hoje nas localidades visitadas se repetem, isto é, são os mesmos das outras localidades já visitadas, com enfoque para o sector da saúde, que “deve ser reavaliada”.

Nos povoados de Rabil e Povoação Velha os habitantes pediram “melhorias a nível da qualidade, acesso e preço de água, acesso ao trabalho, da educação”, e ainda “resolução de problemas de invasão” de animais às propriedades agrícolas.

Em Povoação Velha os habitantes exigem um enfermeiro e na zona de Rabil dizem que “não existe um posto de saúde a funcionar”, e pedem que “pelo menos, se repõe o agente sanitário”, que já esteve no exercício das funções na localidade.

Sobre estas questões de saúde, o Presidente da República sublinhou tratar-se de problemas que se enquadram de forma mais geral, quando se fala no acesso aos cuidados de saúde da ilha de Boa Vista.

“É uma questão que deve ser reavaliada e repondera, tem que se ver o que é preciso fazer mais, além do esforço de melhorar as condições do centro de saúde, de equipamentos, de meios diagnósticos e de acesso a especialistas”, analisou Jorge Carlos Fonseca, que reafirmou a necessidade de se regularizar os cuidados mínimos de saúde nos povoados mais distantes, para que as pessoas em situações de emergência “não corram riscos desnecessários”, em função da gravidade do problema de saúde.

Em Rabil, na área de educação, os habitantes almejam também “especial atenção a escola e jardins”.

Dizem que estas estruturas “carecem de melhorias de condições de funcionamento” e que, tendo em conta o ano lectivo que se avizinha, aguardam pela construção de salas, já que as existentes “são insuficientes”.

Sob isso, o presidente da Câmara Municipal da Boa Vista, José Luís Santos, garantiu que há um plano para concluir pelo menos duas salas de aulas até o dia 20 de Setembro, para não se perturbar o início do ano lectivo.

Ainda na localidade de Povoação Velha, os habitantes foram informados pelo autarca que na próxima semana,será assinado o acordo de consignação para a requalificação da rua principal daquela localidade.

“Esta requalificação vai trazer uma dinâmica completamente diferente e mudará as condições de bem-estar as pessoas daquela zona”, disse José Luís Santos.

Inforpress

Facebook Instagram Síguenos en Twitter