Pais

Tribunal decreta prisão preventiva para o individuo detido esta semana no caso de sequestro do gerente da Caixa na Calheta

O tribunal da Praia decretou prisão Preventiva para o indivíduo detido na segunda-feira, em Achada Grande Frente, Praia, no caso do gerente da Caixa Económica de Calheta de São Miguel, interior de Santiago, informou hoje a Polícia Judiciária.

Sobre o suspeito recaem acusações de crimes de roubo com violência sobre pessoa, sequestro e detenção ilegal de arma de fogo.

O caso de sequestro remonta a Setembro de 2017. O suspeito de orquestrar o sequestro, recorde-se, foi detido no passado mês de Maio, também fora de flagrante delito, em Ponta Furna, Santa Catarina de Santiago.

O objectivo, segundo a polícia científica, era extorquir o montante de um milhão de escudos do cunhado, que é gerente da Caixa Económica de Calheta, tendo, para o efeito, ameaçado sequestrar o próprio sobrinho.

Na altura, fez saber a Polícia Judiciária, “foram levados alguns objectos da residência, bem como a viatura de trabalho do ofendido”.

Inforpress

Facebook Instagram Síguenos en Twitter